Comissão da Verdade

Conselhos de Direitos

DEDIHC

31/07/2015

Ações lembram o Dia Mundial de Combate ao Tráfico de Pessoas

Para chamar a atenção da população e lembrar a Semana Nacional de Mobilização e o Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas – 30 de julho – ações estão sendo em vários pontos de Curitiba durante a toda a semana.

A cena na Rodoviária de Curitiba chamou a atenção dos passageiros: uma banca de carnes, pessoas sendo obrigadas a trabalhar, painel com várias mãos representando as vítimas de exploração. Quem parava para olhar recebia informações sobre o tráfico de pessoas.

OK

As vítimas, geralmente, são iludidas com propostas de empregos e oportunidades para trabalhar como modelos, ou ainda ofertas de casamentos. Os bandidos também se identificam como olheiros que buscam atletas. “Nosso objetivo é conscientizar a população para que ela fique alerta, viaje, sonhe, mas tome as precauções”, diz a coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, Sílvia Xavier.

Uma jovem, que não quer se identificar, conta que recebeu a proposta para ir trabalhar na Espanha e ganhar entre € 4 e € 5 mil por mês. A quadrilha providenciou a documentação necessária e somente quando ela desembarcou percebeu que foi vítima do crime. “Eu cheguei no aeroporto, uma pessoa nos buscou e nos levou para um alojamento onde só tinha mulheres, e o trabalho era prostituição”, garante.

Ela só não foi obrigada a se prostituir porque teve a bagagem extraviada e precisou voltar ao aeroporto para pegar as malas. Percebendo a oportunidade, a jovem conseguiu embarcar de volta para o Brasil. “Não tem nada do que eles prometem, é tudo mentira, tudo ilusório. Então, foi terrível porque você escutava o que as meninas falaram e eu tive muito medo”, lembra.

Fonte: http://g1.globo.com

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.